Seu Portal de Ideia e Soluções
      AMBIENTES
AMBIENTES / Cozinhas Integradas
VOLTAR

Casa Cor RS tem primeira cozinha funcional na edição de 2016

O espaço The Black Swan, assinado pelos arquitetos Isabel Macedo e Alexandre Grivicich, permite observar o funcionamento real de uma cozinha profissional.

Por: Exata Comunicação       04 de Julho de 2016   |   VISUALIZAÇÕES 1.406

O Rio Grande do Sul começa a conferir as novidades conceituais em arquitetura de interiores e decoração que serão apresentadas em um dos mais expressivos encontros do segmento: a Casa Cor RS 2016. Desde terça-feira é possível visitar – e se inspirar – com os trabalhos assinados por alguns dos mais talentosos profissionais da atualidade.

Uma das novidades mais aguardadas desta edição é a primeira cozinha vitrine instalada na mostra gaúcha. Assinado pelos arquitetos Isabel Macedo, do escritório Bel Arquitetura, e Alexandre Grivicich, do Arquitetura Combinada, o espaço The Black Swan permitirá aos visitantes assistirem o funcionamento real de uma cozinha profissional. Sob administração da Embaixada Gourmet, o chef residente Marcelo Schambeck recebe diversos convidados que prepararão jantares durante o período da mostra. Entre os nomes confirmados estão Shin Koike (Sakagura A1 - SP), Fred Trindade (Trindade - MG), Kazuo Harada (Mee - RJ), Pedro Siqueira com Alex Mesquita (Puro e Paris - RJ), Emerson Kim com Leonardo Magni (Black Sheep - SC e Mandarinier - RS), Floriano Spiess com Nati Tussi (Cozinha de Autor e Rambla - RS), Lucas Cinti (SC), Tadashi Shiraishi (UN - SP), João Ferraz (Casa do Carbonara - SP), Gabriel Zambon (Seasons), Mauri Olmi, Gabriel Coelho e Rafa Terrassi (The Taste Brasil), Carol Albuquerque e Willem Vandeven (Clos de Tapas - SP) e Thiago Maeda (Bagatelle - SP).

“Estamos encarando o grande desafio de criar um espaço funcional, que geralmente fica escondido nas mostras, e transformá-lo no ponto central da casa. Inovamos também ao buscar uma linha mais industrial e uma arquitetura mais dramática e, com isso, mostrar que uma cozinha profissional não precisa ser um projeto frio e sóbrio, podendo, sim, causar sensações e inspirar os chefs”, adianta o arquiteto Alexandre Grivicich. Essa combinação promete render aos visitantes surpresas com experiências sensoriais, utilizando efeitos visuais, sonoros e olfativos.

Propondo a composição de um projeto que combina o estilo industrial ao apelo sustentável, o espaço exibe destaques como os móveis com frentes em inox (com a linha INO, da Evviva Bertolini) e tampos em dekton – materiais que reinam soberanos entre as opções mais resistentes e indicados para ambientes que precisam de melhor assepsia. Outra sacada inteligente na proposta de despertar a consciência verde é o Plantário: um equipamento desenvolvido para o cultivo de vegetais e hortaliças em casa, inclusive para quem não dispõe de área para horta ou jardim na residência. O sistema oferece controle de iluminação, ventilação e irrigação para garantir o sucesso da colheita.

Na mesma proposta, a cozinha exibirá uma parede verde, com o cultivo de temperos sempre frescos e à disposição para a preparação de pratos saborosos e naturais. No cenário, também as ferragens e iluminações mostram toda a praticidade que podem agregar a partir de aplicações inteligentes. Os revestimentos sustentáveis utilizados também revelam como é possível criar com consciência.

Somado ao diferencial de uma arquitetura inspiradora, o espaço The Black Swan homenageia aquele que é o ponto alto da cozinha em uma casa: sua função social. “Principalmente no Sul do país, esse ambiente é o ponto central da residência, uma tradição cultural herdada dos imigrantes que se reuniam ao redor dos fogões a lenha e para fazer as refeições em família. Conceber uma cozinha funcional como o ponto central da Casa Cor nos permitiu criar um espaço aconchegante, onde as pessoas podem estar e conviver. Parte daí o conceito da primeira Cozinha Vitrine na mostra aqui no Sul: permitir aos visitantes admirar os chefs fazendo seu trabalho e, depois, curtir o momento em boa companhia”, diz Grivicich.

 

Inspiração industrial com a linha INO

Seguindo esse conceito do projeto – que também tem no apelo sustentável um de seus diferenciais – o espaço apresenta com destaque a linha INO, da Evviva Bertolini. Primeira cozinha planejada com portas e tamponamentos de aço inox do país, mescla essa matéria à composição das caixarias em MDF.

Sua proposta confere sensação de modernidade à concepção dos ambientes, aliando o toque sofisticado do metal ao aconchego da madeira. Inspirada nas cozinhas industriais, traz todos os diferenciais que compõem uma atmosfera gourmet.

As portas e tamponamentos são fabricados em aço inox, com acabamento escovado. Sua estrutura interna proporciona sonoridade suave ao toque e oferece grande durabilidade, sem que as peças se deformem pelo uso. No quesito funcionalidade, o desenho privilegia a ergonomia, sem cantos vivos no móvel. Prática, reúne atributos típicos do aço: higiênico, de fácil manutenção e limpeza (que deve ser feita com a utilização de vaselina líquida farmacêutica).

Para conhecer a aplicação da linha INO no espaço ‘The Black Swan’, visite a Casa Cor RS, em Porto Alegre.

 

Ficha técnica do projeto:

 

Serviço:

 

Assessoria de imprensa:

Exata Comunicação | 54. 3055-2225  |  www.exatacomunica.com.br

 

 

+ MAIS FOTOS | Cozinhas Integradas

 

 

móveis para cozinhacozinhas integradascozinhas industriaisprojeto sustentáveldecoração sustentávelcasa ecológicadecoração cozinhacozinhas planejadasTAGS:
  RELACIONADOS
Cozinha branca e azul | Santos&Santos
Casa Cor RS tem primeira cozinha funcional na edição de 2016
Cozinha e Salas Integradas | Alencar
Cozinhas Integradas | HouseToHome

0 COMENTÁRIOS
clique para visualizar
2010 - 2018 - CLIQUE ARQUITETURA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS