Seu Portal de Ideia e Soluções
      AMBIENTES
AMBIENTES / Decoração de Paredes
VOLTAR

Tons escuros na decoração | Mondini

Confira dicas do Arquiteto Thiago Mondini para usar tons escuros na decoração, com equilíbrio e elegância.

Por: Oficina das Palavras       12 de Outubro de 2014   |   VISUALIZAÇÕES 3.087

Tons escuros podem dar vida à decoração

Arquiteto mostra como garantir equilíbrio e evitar ambientes sombrios

 

Os tons claros sempre tiveram a preferência na decoração, mas nos últimos tempos eles vêm passando a majestade para tons escuros, cada vez mais incorporados aos ambientes. Uma boa combinação de cores pode render um espaço diferente, bonito e sofisticado. O arquiteto Thiago Mondini explica que, em geral, os clientes solicitam branco, gelo e bege. Os mais ousados pedem cinza, mas raramente sugerem uma cor escura, pois já chegam com a ideia de que essas tonalidades diminuem os ambientes, o que não é verdade. O profissional dá algumas dicas para quem quer compor o ambiente e garantir equilíbrio, evitando ambientes sombrios.

As cores são responsáveis por provocar sensações como de frio e calor, aumento ou redução dos espaços, e até movimento e repouso. Os tons escuros, assim como as cores claras, têm diferenças de matiz (rosadas, avermelhadas, alaranjadas, amareladas, esverdeadas, azuladas, etc) e, portanto, terão efeitos diferentes, de acordo com a tonalidade escolhida. Um tom avermelhado será mais impactante ao olhar que um tom azulado, por exemplo. “De modo geral, quando corretamente utilizadas, conferem um ar nobre aos ambientes, imprimem aconchego e denotam ousadia. Quando a cor escura é uma pintura fosca, ela também cria a sensação de que as superfícies têm um acabamento mais refinado, ligeiramente aveludado. Um projeto com cores escuras não é fácil de resolver e seu sucesso depende muito da confiança do cliente nas sugestões do profissional de arquitetura ou de interiores, pois o resultado só poderá ser apreciado após a finalização completa do ambiente, com móveis, tapetes, luminárias, plantas, decorações e as próprias pessoas usufruindo o espaço”, explica o arquiteto.

Thiago comenta que raramente usa cores muito claras nas paredes, reservando elas para situações bem específicas. Em um projeto com tons escuros, é indicado explorar bem os contrastes de fundo e figura, ou seja, definir que elementos terão destaque e quais darão ambiência, agindo como pano de fundo. Por exemplo, podemos ter uma parede escura e um conjunto de objetos mais claros compondo um ambiente em frente. Ou também podemos ter um móvel escuro com objetos decorativos com detalhes claros ou materiais que tragam um pouco de brilho. Para que a solução dê ambiência, é necessário que as cores escuras sejam predominantes nas paredes. O efeito não vai funcionar se o tom escuro for aplicado somente  em um detalhe.  Para resolver um projeto nesse estilo é preciso, primeiramente, identificar quais superfícies recebem luz natural e garantir que elas tenham elementos claros o suficiente para refletir luminosidade para o restante do ambiente. Isso permitirá um efeito bem confortável para o olhar. “É necessário pontuar o ambiente com elementos claros ou luminosos e escolher corretamente objetos com cores que criem um contraste sutil com o fundo, lembrando sempre que contrastes muito excessivos devem ser reservados a poucos objetos, pois, quando exagerados, empobrecem o efeito da solução do projeto”, complementa.

A iluminação, por sinal, tem grande importância. “Tanto natural quanto artificial,  é um item crucial para que um projeto com cores escuras funcione corretamente. É através da iluminação que os objetos serão destacados contra os fundos escuros. A luz revela formas, realça cores e cria cenários. Escolher corretamente a iluminação,  utilizar em abundância objetos decorativos que criem pequenos pontos mais claros no ambiente, dosar corretamente a proporção entre superfícies opacas e brilhantes, foscas e espelhadas. Acima de tudo, é preciso ter consciência do efeito final desejado”, comenta Mondini. Thiago possui alguns trabalhos nesse estilo. Os dois últimos foram uma sala e uma recepção de um escritório. Confira como ficaram os projetos:

 

 

* Fotos: Daniela Buzzi.

 

Thiago Mondini Arquitetura

Fundado em 2007 na cidade de Blumenau (SC), o escritório Thiago Mondini Arquitetura tem como principal objetivo realizar projetos diferenciados e personalizados. Atua em projetos arquitetônicos e de interiores residenciais, comerciais, corporativos e institucionais, além de projetos de desenho urbano e de espaços púbicos. Entre suas atividades recentes, destaca-se o projeto para renovação da Praça do Estudante, em Blumenau. Recebeu, entre outros, o prêmio Top Year 2013 do Núcleo Catarinense de Decoração, assim como prêmios de destaque por atuação na região de Blumenau e no Estado de Santa Catarina no ano de 2010. Thiago Mondini, além de arquiteto e urbanista, é pianista, compositor e um dos fundadores do Clube do Piano, grupo que promove debates, aulas e concertos de piano, com foco em música erudita. > Thiago Mondini: www.thiagomondini.com.br

 

 

+ MAIS FOTOS | Decoração de Paredes

 

casa e decoraçãodecoraçãodecoração de interioresTAGS:
  RELACIONADOS
Decor personalizado
Tons escuros na decoração | Mondini
Obras de Arte valorizam a decoração
Plotagem = Ambientes Personalizados

0 COMENTÁRIOS
clique para visualizar
2010 - 2018 - CLIQUE ARQUITETURA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS