CLIQUE ARQUITETURA • www.cliquearquitetura.com.br
Artigos

Conforto Térmico: Ar condicionado e Climatizador

Como adquirir conforto térmico por meio de equipamentos. Dicas e informações para escolher o produto ideal, podendo ser climatizador ou ar-condicionado.

Por Arquiteta Nadine Voitille Seguir

0 Gostar

Categoria: Interiores | Decoração: Conforto

+ Salvar em álbum de ideias

Como adquirir conforto térmico por meio de equipamentos

A busca pelo conforto térmico nos ambientes residenciais e comerciais tem sido uma das questões em evidência na hora de construir ou reformar.

Os aspectos naturais (insolação, ventos, vegetação) e artificiais (construções ao redor, posição da edificação, espessura das paredes, tipo de fachada, dimensões e posições das aberturas – janelas – e os materiais utilizados) são responsáveis por proporcionar determinada temperatura no interior dos ambientes.

Como recurso complementar podemos contar com uso das novas tecnologias, que tem favorecido o surgimento dos mais variados produtos para atender às exigências da população, sem perder o foco nas soluções ecológicas e econômicas.

Imagem ilustrativa da circulação do ar em um ambiente. Imagem: Portal Casa Abril

 

O Projeto Ideal

Quando um sistema de refrigeração é desenvolvido juntamente com a elaboração do projeto da edificação – seja uma construção pequena ou grande – é considerado o ideal. Desta maneira pode-se adotar o sistema mais eficiente para cada construção:

  • Busca pelo melhor equipamento para o local;
  • Análise da relação custo/benefício do equipamento;
  • Redução de interferências com outros sistemas;
  • Elaboração de sistema elétrico e de renovação e filtragem de ar adequados;
  • Análise e tratamento específico do ar para as necessidades de cada ambiente e conforme a demanda de pessoas no local.

Assim, além de garantir o bem estar/conforto térmico, também possibilita economia quando o equipamento está em funcionamento e quando houver a necessidade de manutenção.

 

Sistema de Ar Condicionado para construções existentes

O mais comum é a adaptação do sistema de refrigeração às construções já projetadas e em uso, impossibilitando que todos os aspectos citados acima sejam contemplados em suas totalidades. Mas este fato dificilmente impedirá que algum sistema de ar condicionado possa ser instalado no local, pois a cada período há novos lançamentos de produtos que preveem adaptações, assegurando ótima eficiência e baixo consumo de energia.

 

Modelos

Os sistemas de ar condicionado apresentam o mesmo princípio de funcionamento de refrigeradores/geladeiras: possuem compressor e condensador – partes que geram ruídos – e evaporador – parte silenciosa.

O sistema pode ser de expansão direta ou indireta, do ar frio:

  • Expansão direta: o gás é responsável pelo resfriamento de ar - aparelhos de janela e modelo split.
  • Expansão indireta: o gás resfria a água que circula pelo aparelho, que por sua vez resfria o ar que é lançado no ambiente - centrais de água gelada. 

 

Como escolher

Cada equipamento apresenta determinadas capacidades de funcionamento e atingem tamanhos de áreas específicas, sendo que estes valores de referência devem ser avaliados apenas como dados iniciais para a compra. Para saber qual o sistema de refrigeração mais eficiente para cada local deve-se levar em conta as configurações físicas do ambiente – divisórias, paredes, móveis, calor gerado pelos aparelhos/equipamentos –, a quantidade de pessoas, o uso do local – calor gerado pelas pessoas –, incidência solar e condições climáticas da região.

 

O que significam as siglas btu e btu/h?

Btu = British Thermal Unit (unidade térmica britânica).

  • Btu: É através dela que a quantidade de calor presente em um ambiente fechado é medida. Em média um ambiente residencial tem 600btu/m².
  • Btu/h: Está relacionado à capacidade térmica do ar condicionado: determina o quanto de calor o equipamento retira do ambiente a cada hora.
 

Dimensionador de Ambiente

No site da Consul há uma calculadora de BTUs, vale a pena conferir! Caso precise um projeto mais elaborado, consulte uma empresa especializada para que possam analisar o local e as suas condições.

 

Aparelho de Janela – modelo mais simples

Todos os componentes fazem parte de um único equipamento compacto. Isto é, os mecanismos que geram ruídos não são isolados, o som do funcionamento da máquina pode ser ouvido no ambiente. Sua instalação é feita em uma abertura na parede ou janela.

Fonte: Casa HSW

  • Consumo de energia: baixo;
  • Eficiência: baixa – apresenta os níveis de perda maiores dentre todos os modelos;
  • Capacidade: de 7 mil BTUs/h a 30 mil BTUs/h para ambiente de 15m² a 60m² (verificar a especificação de cada produto);
  • Função: resfriamento / ventilação. Possui filtro de ar para purificar. Já existe no mercado ar condicionado com a função de umidificar;
  • Instalação: ter uma estrutura/parede que suporte o peso do equipamento, posicionar com a inclinação correta para drenagem da água (que ocorre no lado externo), disponibilidade de circuito elétrico independente e uso de disjuntor de capacidade compatível com a máquina. A altura de sua instalação deve ser entre 1,50m e 1,80m em relação ao piso e a saída de ar deve ficar voltada para o lado de maior comprimento do ambiente. A parte trazeira do aparelho deve ficar posicionada para uma área externa ventilada;
  • Modelos: os equipamentos que utilizam compressores rotativos são mais silenciosos e gastam menos energia do que os que utilizam compressores alternativos;
  • Preço médio: de R$ 500,00 a R$ 2.000,00 (ano de referência: 2012).
 

Esta é uma solução simples e barata para até três unidades em uma residência ou comércio (cada um em um ambiente diferente). Utilizar este modelo quando o investimento em equipamentos mais complexos não compensar o tempo/horas de uso, ou quando não for possível utilizar outro sistema.

 

Exemplos de Ar condicionado - Janela

Pesquise modelos e valores: Ar Condicionado Janela - Buscapé

 

Split – modelo mais complexo

O equipamento é dividido em duas partes: a parte compacta e silenciosa (unidade evaporadora) fica na parte interna do ambiente, enquanto que a parte geradora de ruídos é instalada na parede externa da edificação. A ligação entre estas duas partes ocorre por meio de dutos, lembrando que quanto maior for a distância entre as partes (maior comprimento do duto) maior será a perda do sistema, reduzindo a eficiência da máquina. Quanto à renovação do ar, a maioria dos modelos Split não realiza a troca de ar no ambiente, apenas determinados modelos contemplam esta função.

 

Desenho ilustra a instalação de um Mono Split Consul. Podem ocorrer variações nas medidas indicadas, por isso consulte o guia de instalação de cada produto. Imagem: Consul

 

  • Consumo de energia: baixo/médio (depende da capacidade);
  • Eficiência: alta - depende da instalação;
  • Capacidade: de 7 mil BTUs/h a 30 mil BTUs/h (verificar a especificação de cada produto);
  • Função: resfriamento / aquecimento / ventilação / desumidificação. Possui filtro de ar para purificar;
  • Instalação: assim como o modelo janela, o split também necessita de um local adequado para ser instalado; observar se há uma parede que suportará o módulo compressor e condensador e se a parede oferece espaço suficiente para receber o módulo. Para sua instalação é necessária uma pequena abertura na parede ou janela (de 6 a 9cm) para a tubulação. Deve-se observar se há circuito elétrico que atenda o equipamento. A unidade interna deve estar acima dos 2m do piso e distante de equipamentos que emitem calor, como tvs e rádios, e não deve ficar sobre portas abertas. Já a unidade externa deve ficar apoiada no piso ou sobre suportes fixos em paredes;
  • Modelos: Cassete (embutido no forro), Piso/Teto (instalados próximo do piso ou teto - alguns especialistas questionam a eficiência do de piso por acreditarem que não distribuem adequadamente o ar frio) e Highwall (no alto da parede);
  • Preço médio:  de R$ 500,00 a R$ 10.000,00 (ano de referência: 2012).

O custo é mais elevado que o modelo janela, porém oferece maior capacidade de refrigeração e é silencioso.



Exemplos de Ar condicionado – Split

Compare modelos e valores: Split - Buscapé

 

Sistema Multi Split

Através deste sistema uma única condensadora produz o frio ou calor e este é distribuido por evaporadoras instaladas em diferentes ambientes. Por esta característica substitui o ar condicionado central.

 

1ª imagem ilustra o sistema multi-split e a 2ª apresenta um exemplo de sua instalação (fonte: Airclean)

 

  • Eficiência: alta - depende da instalação;
  • Capacidade: é possível encontrar no mercado marcas de multi split com até 40 evaporadoras;
  • Instalação: semelhante à dos splits;
  • Custo: Maior do que a instalação de splits;
  • Preço médio: de R$ 1.500,00 a R$ 15.000,00 (ano de referência: 2012).

 

Climatizador

Reduz o calor do ambiente proporcionando conforto térmico, porém com função diferenciada dos aparelhos de ar condicionado. Este equipamento ameniza o calor do ambiente e evita que o ar fique seco por utilizar um sistema de evaporação da água.

É indicado para as regiões de clima seco (com umidade do ar inferior a 75%), proporcionando um ambiente mais saudável. Quando utilizado em região onde a umidade do ar é igual ou superior a 75%, o equipamento pode funcionar apenas como circulador de ar.

Ao utilizar a função de umidificação é muito importante que a renovação do ar seja feita periodicamente, isto é, manter portas e janelas abertas, e principalmente renovar o ar da parte traseira do produto. A eficiência do climatizador depende, além da troca de ar no ambiente, do local onde está instalado. O produto deve estar a no mínimo 15 cm distante da parede, afastado de cortinas e de outros tipos de materiais que possam bloquear a circulação de ar pelo equipamento. E a superfície onde o climatizador for instalado deve ser plana para evitar possíveis vazamentos de água do reservatório e até o seu tombamento.

  • Consumo de energia: baixo;
  • Indicado: principalmente para umidificar o ar (ótimo para reduzir os males causados à saúde pelo clima seco).

 

Exemplos de Climatizadores

Exemplos de modelos de climatizadores. Pesquise modelos e preços: Climatizadores - Buscapé

 

Na hora da Compra

Estas são dicas valiosas para quem quer comprar um aparelho de ar condicionado ou climatizador:

  • Solicite a visita de um técnico para saber qual o equipamento ideal e seu orçamento (muitas lojas oferecem este serviço gratuitamente);
  • Verifique se o preço da instalação já está incluso ou não no preço do aparelho;
  • Saiba qual a garantia do produto;
  • Contrate apenas instaladores credenciados pelos fabricantes para a instalação do equipamento, para evitar a perda da garantia caso ocorram problemas com uma instalação incorreta;
  • Verifique se o aparelho possui o selo da Procel, o qual garante que o aparelho apresenta um bom desempenho energético.

 

Onde Comprar? Pesquise preços e modelos:

 

Limpeza e Manutenção

Sua limpeza e manutenção são simples:

  • Lavar o filtro com água e sabão uma vez por mês;
  • Chamar o técnico duas vezes por ano (de preferência no início e no término do verão) para a manutenção do aparelho.

 

Dicas de Decoração

É possível inserir o aparelho de ar condicionado de maneira harmoniosa na decoração. Confira alguns exemplos:

 

Ar condicionado branco: harmonia com a decoração do ambiente. Caso queira, poderá utilizar adesivos decorativos para personalizá-lo. Imagem: Ar Condicionado

 

Armário com veneziana "guarda" o aparelho de ar condicionado. Imagem: Casa Abril

 

Ripado e bambus disfarçam as máquinas condensadoras. Imagens: Casa Abril | Casa e Jardim

 

Fontes Consultadas

 

 

+ SAIBA MAIS | Conforto

 

 

Veja também

Artigos mais lidos

Artigos mais comentados