CLIQUE ARQUITETURA • www.cliquearquitetura.com.br
Artigos

Corrimão: Item de Segurança

Confira dicas de qual modelo escolher, como instalar e o que é certo ou errado ergonomicamente.

Por Arquiteta Nadine Voitille Seguir

1 Gostar

Categoria: Arquitetura & Urbanismo: Segurança Pessoal e Patrimonial

+ Salvar em álbum de ideias

O corrimão

O corrimão, também denominado mainel, é uma barra de superfície lisa e arredondada que acompanha as laterais das escadas e rampas, auxiliando quem caminha por elas.É um apoio para o corpo, que traz mais equilíbrio e segurança ao subir e descer os desníveis.

 

Corrimão instalado em escola e centro médico. Imagem: Yeoman Shield

 

Este item de segurança é utilizado principalmente por crianças, mulheres grávidas, pessoas com criança de colo, idosos e portadores de necessidades especiais. Sua instalação nem sempre é obrigatória, mas sua importância é evidente.

 

Corrimão instalado dos dois lados de uma escada e em rampa. Imagens: Tonbridge Fencing | Strongwell

 

Onde pode ser instalado?

  • Paredes: em corredores auxiliando no deslocamento (passagens);
  • Escadas: funcionando como apoio e segurança;
  • Rampas: auxiliando quem caminha e protegendo de quedas;
 

 Corrimão fixo na parede / fixo nos degraus. Fonte: Portal Clique Arquitetura.

 

Detalhes Importantes

Conforme a NBR 9077 (Saídas de Emergência em Edifícios), rampas e escadas devem ter corrimão. A NBR 9050, que contém normas sobre acessibilidade, também traz informações importantes sobre este item de segurança. Como muitas vezes o uso de guarda-corpos está relacionado com o uso de corrimãos, abordamos abaixo alguns detalhes deste outro item de segurança:

 
  • Obrigatoriedade do Guarda-corpo

Segundo a NBR 9077, toda saída de emergência, como corredores, mezaninos, escadas, rampas, etc., deve ser protegida de ambos os lados por paredes ou guarda-corpos contínuos, sempre que houver qualquer desnível maior que 19cm. A altura de guardas internas deverá ser de 1,05m e em escadas internas a parede de proteção poderá ter 92cm de altura. Em locais com altura superior a 12m, o guarda-corpo deverá ter 1,30m de altura no mínimo.

 

  • Obrigatoriedade do Corrimão

Sua obrigatoriedade poderá ser verificada junto ao Departamento de Urbanismo da Prefeitura de cada cidade, já que as determinações podem sofrer variações de acordo com o município. Para ambientes comerciais você também poderá consultar o departamento responsável pela aprovação de projetos do Corpo de Bombeiros.

 

Medidas do Corrimão

Indicamos as medidas estabelecidas na NBR 9077 e na NBR 9050:

  • Diâmetro - Corrimão com Acessibilidade: seção circular com diâmetro entre 3cm e 4,5cm (NBR9050)
  • Diâmetro: de 3,8cm a 6,5cm (NBR9077)
 

4cm é a distância mínima em relação à parede. De acordo com a NBR 9077, o corrimão poderá ter até 6,5cm de diâmetro e altura entre 80 e 92cm.

 

  • Altura do corrimão: entre 80cm e 92cm. (NBR 9077)
  • Altura - Corrimão com Acessibilidade: deverá ter 92cm / para rampas deverá ter duas alturas: o inferior a 70cm de altura e o superior a 92cm de altura (medido da geratriz superior)
 
  • Distância da parede ao corrimão (face interna): deverá haver um espaço livre mínimo de 4cm entre o corrimão e a parede (NBR 9050 e NBR 9077)
  • Distância da parede ao corrimão (face externa): poderá ser de no máximo 10cm (NBR 9077 e NBR9050)
 

Formato do corrimão: o que é certo e errado. Fonte: Portal Clique Arquitetura.

 

  • Extensão (comprimento): seu prolongamento por 30cm antes e depois do final de escadas e rampas favorece a acessibilidade.
 

Corrimão prolonga-se além do final da escada e rampa. A 1ª imagem também mostra um corrimão duplo, com alturas diferentes. Imagens: Arcs-sparks | Space Tek Welding

 

Ergonomia

  • Deve ser contínuo por toda a sua extensão (inclusive nos patamares de escadas e rampas) e livre de quaisquer obstruções;
  • Deve oferecer resistência a cargas pesadas em qualquer ponto da sua extensão;
  • Formato confortável e fácil de ser agarrado; sem arestas vivas.

 

Ergonomia: o que é certo e errado. Fonte: Portal Clique Arquitetura.

 

  • Se ao lado da escada não houver uma parede é necessário longarinas ou balaustres para fechar o vão entre o piso e o corrimão

 

Acabamento das extremidades do corrimão: o que é certo e errado. Fonte: Portal Clique Arquitetura.

 

  • Pode ser instalado um segundo corrimão abaixo do principal (este que segue as normas exigidas). O segundo corrimão passa a ser fundamental em locais com grande circulação de crianças (obrigatório para escolas), sendo a altura indicada de 70cm em relação ao piso.
 

 

Um 2º corrimão é fundamental para locais com grande fluxo de crianças. Fonte: Portal Clique Arquitetura.

 

Corrimão Intermediário

Muitas vezes é necessária a instalação de um corrimão intermediário, no meio de escadas e rampas, quando estas são muito largas.

  • NBR 9050 - Acessibilidade: Escadas ou rampas com largura superior a 2,40m precisam da instalação de um corrimão intermediário, o qual só deve ser interrompido quando o comprimento do patamar for superior a 1,40m. A distância mínima desta abertura deve ser de 80cm.
  • NBR 9077 - Saídas de Emergência: Escadas e rampas com largura superior a 2,20m precisam de um corrimão intermediário, dividindo a escada ou rampa em duas partes de no mínimo 1,10m. Em locais utilizados por idosos e/ou deficientes físicos que precisam do apoio das duas barras, a distância poderá ser de 69cm entre os corrimãos. Escadas externas de caráter monumental e independente da largura poderão ter apenas corrimãos laterais.
 

 

Corrimão intermediário. Fonte: Portal Clique Arquitetura.

 

Como escolher

Você deverá estar atendo às exigências do seu município e poderá optar por diferentes modelos, de acordo com a sua decoração. O importante é valorizar a segurança e o conforto de quem utiliza os ambientes.

Os materiais mais comuns utilizados para o corrimão são: madeira, ferro, aço inox, alumínio e vidro.

 

Modelos de corrimão: todos oferecem proteção lateral. Imagens: Balusterandbalustrade (imagem maior) | Blog Meu Mundo de Ferro (superior direita) | Mgs Metal Works (imagem menor, ao meio) | Handrail Brackets (imagem inferior à direita)

 

Fontes Consultadas

  • Norma Brasileira. NBR 9050 - Acessibilidade a Edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos, 2004.
  • Norma Brasileira. NBR 9077 - Saídas de Emergência em Edifícios, 2001.

 

 

SAIBA MAIS | Segurança Pessoal e Patrimonial

 

 

Veja também

Artigos mais lidos

Artigos mais comentados