CLIQUE ARQUITETURA • www.cliquearquitetura.com.br
Artigos

Cozinha: Aspectos Construtivos

2º Passo: planeje bem a sua cozinha: piso, iluminação, ventilação, pontos elétricos e hidráulicos.

Por Arquiteta Nadine Voitille Seguir

0 Gostar

Categoria: Interiores | Ambientes: Cozinha

+ Salvar em álbum de ideias

Por que planejar bem a cozinha?

A cozinha é um dos espaços mais utilizados em uma residência. Cada vez mais tem sido integrada à sala e vem ganhando status social, devendo ser não apenas funcional, mas bela.

Pensar sua posição na planta e detalhes funcionais, como iluminação e ventilação, evita dores de cabeça e traz conforto e qualidade de vida. Confira nossas dicas para acertar no seu planejamento!

 

Posição na Planta

Ao construir o ideal é setorizar os ambientes, dividindo-os em social, serviço e privado. A cozinha normalmente encaixa-se como serviço, mas considerando seu uso integrado à sala de jantar, torna-se também social, exigindo organização e estética adequada para este propósito: receber visitas.

Normalmente ela tem ligação com a lavanderia, já que muitos dos produtos utilizados em uma, são também usados na outra (produtos de limpeza, vassouras, rodos, ...).

 

A cozinha deve estar próxima da sala de jantar (facilidade de acesso levando panelas e utensílios diversos), ter acesso fácil a partir do ponto de chegada das compras (garagem) e torna-se agradável se tiver ligação (mesmo que apenas visual) com o jardim, inspirando os momentos de descanso.

Caso a cozinha seja fechada o ideal é que os quartos tenham acesso a esta por circulação separada da sala para que não seja necessário passar por esta área social ao se dirigir a ela.

Não faça degraus entre a cozinha e a sala de jantar, pois poderá causar acidentes (ao carregar panelas e pratos de um ambiente para o outro).
 

Distribuição esquemática das áreas de uma casa. Em muitos casos a sala e a cozinha são integradas e neste caso ambas são áreas sociais. Fonte: Portal Clique Arquitetura.
 

Piso

Ao escolher o piso opte por tipos que possuam pouca porosidade (impermeáveis), evitando assim o acúmulo de sujeiras como a gordura. Deve ser resistente à água e, caso prefira, pode optar por um modelo antiderrapante, evitando escorregões e acidentes.

Escolha materiais que permitam um rejunte menor (reduzindo a área permeável e sujeita a manchas por sujeiras). O porcelanato, por exemplo, tem peças maiores e exige um rejunte com pelo menos a metade da espessura da cerâmica que geralmente é de 5mm.

Quanto à escolha da cor procure aqueles de tonalidade clara para que transmita a sensação de limpeza. Cuidado com os pisos mais brancos, já que sempre haverá alguma sujeira e o rejunte poderá ficar muito marcado (alguns tipos de cozinha ficam bem com pisos escuros - a escolha dependerá do conceito do projeto).

Para saber como escolher os revestimentos cerâmicos, leia: Cerâmicas: Como Escolher.

 

Iluminação

A cozinha deve ter iluminação externa direta. Valorize a iluminação natural: é econômica (sustentável), possui ótima qualidade de luz para a realização das tarefas e por ser confortável visualmente influencia positivamente o estado emocional das pessoas.

A janela deve ter uma boa área para que permita a entrada de luz e ventilação, devendo ter uma área mínima igual a 1/8 da área da cozinha (padrão retirado do anexo III do decreto 212/2007 que regulamenta as edificações do Município de Curitiba).

Iluminação artificial: lâmpadas fluorescentes geram luz adequada para a realização das tarefas e também economia de energia. Lâmpadas dicróicas (halógena) possuem alta eficiência e podem ser utilizadas para gerar destaque em determinados pontos focais e também para facilitar o trabalho sobre as bancadas, já que a qualidade da luz que emitem permite uma reprodução adequada das cores e um trabalho mais minucioso ao lidar com os alimentos. Saiba mais sobre tipos de lâmpadas lendo: Tipos de Lâmpadas

 

 

Luz direta, embutida nos móveis, valorizando a bancada e favorecendo o preparo dos alimentos, já que a lâmpada dicróica possui boa reprodução de cores. Fonte: Portal Clique Arquitetura.
 

Ventilação

Ventilação Natural: como a cozinha é um espaço que lida com vapores e odores deve ser ventilada e ter uma área mínima de 1/16 da área total do ambiente (padrão retirado do anexo III do decreto 212/2007 que regulamenta as edificações do Município de Curitiba).
 

Pontos Elétricos

Planeje uma tomada para cada eletrodoméstico (com circuito independente): fogão, coifa/depurador de ar, microondas, forno elétrico, geladeira, freezer, lava-louças. De acordo com o equipamento veja se esta tomada deverá ser baixa (30cm de altura), média (1,10m de altura) ou alta (2,20m de altura). Faça este planejamento antes de colocar os revestimentos das paredes para evitar ter de quebrar posteriormente. Exemplo: Escolha o modelo de fogão que irá utilizar para saber onde colocar seu ponto de energia. No caso do fogão embutido é aconselhado ter o ponto de energia posicionado na lateral do fogão, como mostra a imagem abaixo:

 

Modelo de posicionamento do ponto elétrico de um fogão embutido. Fonte: Manual de Instruções de Fogão a Gás embutido da Electrolux

 

Analise quantos outros itens você possui em sua cozinha e com que frequência os utiliza. Assim reserve uma tomada sobre a bancada para liquidificador/cafeteira e pelo menos outra para qualquer outro equipamento que venha a utilizar.

Evite o uso do “benjamin” (“tomada T”) para ligar vários equipamentos em uma mesma tomada, pois isso pode vir a causar curto circuitos pelo excesso de carga.
 

Pontos Hidráulicos

É importante ter um projeto hidráulico e segui-lo. Planejar os pontos de água/esgoto (pia, máquina de lavar louças...), estar atento à qualidade dos registros e torneiras evita que futuramente o morador tenha incômodos com infiltrações.

Ter um projeto hidráulico e saber onde passa o encanamento evita problemas como o rompimento da tubulação ao se fixar um móvel, um quadro... na parede da cozinha.

Se for instalada tubulação de água quente pode-se optar por canos de cobre que são uma boa opção por sua durabilidade e eficiência.

Ao comprar um imóvel semi-acabado verifique a altura da entrada do ponto de água da torneira, o qual deve estar a uma altura de no mínimo uns 10 cm da posição da bancada, para que não haja problemas na colocação do tampo da pia.

Dica: sempre consulte o guia de instalação de equipamentos como "máquinas de lavar-louças" e "filtros de água" para saber as medidas indicadas para sua correta instalação.

 

  

Torneira de bancada ou de parede: planejamento permite ter o espaço necessário.

 

* Compare preços e modelos: Torneira para Cozinha - Buscapé

 

Ponto de Gás

A posição do ponto de gás interfere diretamente na posição do fogão. Há uma distância máxima em função da mangueira de abastecimento do gás, mas no geral sua localização não poderá ser alterada muito depois de definido. Por tanto, se você pretende ter uma coifa de ilha, por exemplo, esteja atento a este detalhe: o ponto de gás deverá vir pelo piso até o local.

O posicionamento do ponto de gás deve ser de fácil acesso, para que, caso seja necessário, seja fechado ou desligado rapidamente (NBR 13932).

* Saiba mais: Como Escolher o Fogão Ideal

 

Fogões Convencionais

O ponto de gás deve estar a no máximo a 1,25m do fogão - tamanho máximo para a mangueira plástica (caso esta distância seja maior a instalação deverá ser feita com tubos de aço ou cobre de acordo com a NBR13932 (GLP). Já para instalações que usam gás natural, deve-se obedecer as exigências da NBR13933.

Se a entrada de gás estiver disposta de forma que a mangueira cruze a parte traseira do fogão, utilize uma mangueira flexível metálica de 1/2 polegada com adaptador para conectá-la ao fogão. (Fonte: Manual Electrolux).

 

Fogões de Embutir

De acordo com o manual dos fogões de embutir da Electrolux, a altura recomendada para o ponto de gás é de 35 a 70cm de altura (em relação ao piso), 58cm do eixo do fogão para a esquerda ou 1,25m para a direita (veja as imagens abaixo). Devemos lembrar que para a instalação de fogões de embutir é obrigatória a instalação utilizando mangueiras metálicas, as quais terão de 20cm a 1,25m de comprimento.

Sempre utilize um regulador de pressão para evitar vazamentos de gás e troque este aparelho, juntamente com a magueira, a cada 5 anos.

Abaixo segue um exemplo recomendado para fogões de embutir:

  • Posições A ou E: deve seguir a instalação da Figura 2;
  • Posições B, D, F ou C: deve ser realizada uma adequação - se estiver nas posições F ou C, deverá ser instalação conforme a Figura 3; se estiver nas posições B ou D, deverá ser instalado conforme a Figura 4.
 

Instalação recomendada para fogão de embutir da Electrolux. Fonte: Manual de Instruções de Fogão a Gás embutido da Electrolux

 

Fogões Cooktop

O espaço necessário para a instalação de um cooktop é de 15cm de altura. Abaixo indicamos duas maneiras de instalação (ponto elétrico e de gás) para um cooktop: a primeira imagem mostra a instalação de um cooktop apenas e a segunda imagem a instalação de um cooktop com um forno embutido logo abaixo (perceba que neste caso os fios e a mangueira devem ser posicionados para o lado, não ficando atrás do local de instalação destes equipamentos):

 

Imagens ilustram instalação de um cooktop com ou sem forno embutido logo abaixo. Fonte: Manual Electrolux cooktopGC60G

 

Móveis

Faça um sóculo (base de alvenaria que pode ser revestida pelo mesmo material do tampo ou do piso) para que os armários fiquem longe da umidade do chão, ou faça armários suspensos. Simplesmente pintar o sóculo pode exigir manutenção constante já que ficará sujo com facilidade (batida de sapatos e de equipamentos de limpeza como rodos e vassouras). Leia mais:

A altura do sóculo pode variar, desde os mais altos com 18 cm aos mais baixos com 5 cm (valores apenas de referência). Já a largura varia em função dos móveis escolhidos, em geral o sóculo possui 8 a 10 cm de largura a menos que os móveis inferiores (espaço para a ponta dos pés), ou seja, se o móvel inferior tiver 60cm de profundidade, o sóculo terá 52 ou 50cm.

 

Sóculo marcado em laranja. Fonte: Portal Clique Arquitetura.

 

>> Próximo Passo: Cozinha: Ergonomia & Circulação

 

Veja Também

 

 

< Voltar   Interiores | Ambientes :: Cozinha

 

 

Veja também

Artigos mais lidos

Artigos mais comentados