CLIQUE ARQUITETURA • www.cliquearquitetura.com.br

Pintura com Cal

Uma solução econômica que está sendo redescoberta pela Bioarquitetura e pela Bioconstrução.

0 Adicionar à minha biblioteca

Por Arquiteta Nadine Voitille Seguir

  • 01/05/2014

+ Salvar em álbum de ideias

Pintura com Cal

Para quem não quer gastar muito, a cal hidratada é uma ótima opção. Ela reveste paredes de uma maneira simples, dando às mesmas uma aparência rústica, mas leve. Sua utilização é muito antiga, mas por ser barata ficou fora da opção das classes média e alta devido à entrada no mercado de outras tintas com mais tecnologia.

Através da Bioarquitetura e Bioconstrução ela foi resgatada como uma forma ecológica e sustentável de não agressão ao meio-ambiente. Devido a isso, muitos arquitetos a estão utilizando em habitações de alto padrão com um resultado final de grande beleza e inovação.

 

Onde Utilizá-la

A pintura com cal é muito fácil de ser feita, com ótimos resultados, desde que a mistura seja bem preparada e aplicada de maneira correta.

A “caiação”, como é chamada a pintura à base de cal, pode ser aplicada em paredes externas e internas, bem como em superfícies rústicas e porosas como alvenarias de cimento, cal, concreto e bloco de concreto. Mesmo que as paredes estejam úmidas e frescas, ela poderá ser aplicada; só não poderá ser utilizada em superfícies lisas como cerâmica, nem em paredes que já tenham recebido outros tipos de tinta.

Por ser de fácil aplicação e de baixo custo, ela é muito utilizada em grandes áreas como muros, fachadas, casas populares e conjuntos habitacionais.

A caiação não poderá ser feita sobre massa acrílica, nem sobre massa corrida, por não aderir às mesmas. Também não é indicada em superfícies de concreto armado por não proteger a armadura do efeito da corrosão.

 

Cores

A maneira mais comum de se obter a coloração é a adição de pigmentos como o óxido de ferro em pó e o pó xadrez. Mas estes pigmentos deverão ser adicionados num percentual máximo de 10%, pois em excesso irá resultar numa película sem coesão. Um pigmento mineral com boa resistência aos raios UV dará mais longevidade à sua pintura externa, já a adição de uma resina acrílica, dará uma maior aderência e coesão às paredes internas, desde que usada na proporção correta, a fim de não alterar as características físico-químicas da caiação. E uma dica importante: é aconselhável a compra na quantidade certa para evitar diferenças de tonalidade.

Atualmente, existem no mercado fabricantes que fornecem tinta à base de cal em diversas cores, facilitando a aplicação, principalmente com o uso do rolo e não da trincha.

 

 

Exemplo de cor. Imagem: Mundo das Tribos

Onde e Como Comprar

A Cal para pintura é específica para este fim. Ela possui uma maior finura e pureza. Para saber se o produto escolhido é o correto, deverá ser verificado, na embalagem, se existe a presença do selo da ABPC (Associação Brasileira dos Produtores de Cal) indicando a finalidade a que se propõe (pintura) e a garantia de que é fabricada em obediência à composição química estabelecida pela norma brasileira NBR-7175.

Por ser muito popular, é vendida em qualquer loja de materiais de construção e similares.

 

Durabilidade

Alguns cuidados deverão ser tomados com relação à área onde será feita a caiação, para que dure mais: a superfície deverá estar firme, sem poeira, gordura, mofo e sem vazamentos, os quais poderão comprometer sua durabilidade.

Com esses cuidados tomados, a pintura poderá ter a duração igual à da tinta convencional, desde que receba fixadores, impermeabilizantes e aglutinantes naturais, como a cola ou o sumo de cactos.

Quanto menos chuva incidir sobre a parede pintada com Cal, mais tempo ela durará.

Para uma melhor aderência, a parede que recebeu a pintura com cal só deverá ser lavada três meses depois de aplicada.

Para uma maior durabilidade da cor, recomenda-se o uso da cal em pasta, do que a em pó.

 

Prós e Contra da Caiação

Além de ser uma tinta econômica pelo seu rendimento, de fácil aplicação, com uma ótima aderência e durabilidade e fácil de ser encontrada, ela tem como vantagem disfarçar defeitos nas paredes. Por isso é muito utilizadas em paredes rústicas e rugosas.

Ela não agride o meio-ambiente por ser um produto de base mineral, o que a torna ecológica. A sua natureza calcária possui ação fungicida e bacteriana, não possui insumos tóxicos, não forma película e permite que as paredes “respirem”, evitando assim a formação de umidade, e consequentemente, o surgimento de bolor. Por estas qualidades é ótima para proteger paredes expostas às intempéries e maresia.

A pintura com cal resiste às agressões alcalinas, aos raios UV e aos demais poluentes.

Sua desvantagem é não poder ser lavada constantemente e o fato das intempéries causarem um desbote e possíveis descascamentos. Para que isso não venha a acontecer, o local que recebeu a caiação deverá receber uma reaplicação da tinta, em um espaço de tempo menor. Mas se a tinta for de boa qualidade, ela poderá durar tanto quanto uma tinta látex.

 

 

Fontes Consultadas e das Imagens

  • Assim se faz (www.assimsefaz.com.br). Acesso em: maio, 2014
  • Blog Cafofinho (http://cafofofino.blogspot.com.br/2009/12/pintura-com-cal.html). Acesso em: maio, 2014
  • Caiar-te. Empresa de caiação em Algarve - http://www.hotfrog.pt/Empresas/Caiar-te. Acesso em: maio, 2014
  • Escolher e Construir (www.escolher-e-construir.eng.br/dicas/dicasi/Pbcal/pag1.htm). Acesso em: maio, 2014
  • Fassa Bortolo (www.fassabortolo.com/detalhe/produtos/0-pc144/base-1/pc144.html). Acesso em: maio, 2014
  • Folha Uol (http://www.folha.uol.com.br/). Acesso em: maio, 2014
  • Lecy C. Picorelli (http://lecycpicorelli-arquitetura.blogspot.com.br/2010/07/pratica-da-pintura-de-cal-e-uma-das.html)
  • Mundo das Tribos. Caiação de Paredes: como fazer. http://www.mundodastribos.com/caiacao-de-paredes-como-fazer.html Acesso em: maio, 2014
  • Press&Mídia Comunicação (www.pressemidia.com.br/blogff/pintura-com-cal-hidratada-e-sinonimo-de-qualidade-com-baixo-custo). Acesso em: maio, 2014
  • Reabilitação e Manutenção de Edifícios. (http://reabilitacaodeedificios.dashofer.pt). Acesso em: maio, 2014

 

 

+ SAIBA MAIS | Tintas e Texturas

 

 

Veja também