Seu Portal de Ideia e Soluções
      ARTIGOS
ARTIGOS / Conforto
VOLTAR

Como planejar a casa para o Verão

O Arquiteto Thiago Mondini dá dicas para amenizar o calor na Estação mais quente do ano.

Por: Oficina das Palavras       09 de Dezembro de 2014   |   VISUALIZAÇÕES 3.324

Como planejar a casa para o Verão

Arquiteto dá dicas para amenizar o calor na Estação mais quente do ano

 

Mais uma vez o Verão brasileiro promete ser rigoroso. E por isso aumenta a procura por soluções simples que deixem o ambiente mais refrescante, além do ar condicionado e do ventilador. Segundo o arquiteto Thiago Mondini, existem maneiras de deixar a sua casa mais agradável e menos abafada. “Na nossa região é grande a procura por projetos que tragam esse benefício. É possível pensar a relação com a temperatura de forma física, já no começo de um projeto de arquitetura, verificando posicionamento e soluções de aberturas, e também tem uma forma psicológica, trabalhando revestimentos, tecidos e cores”, comenta.  

A principal estratégia para amenizar o calor é a correta orientação solar do projeto de arquitetura, ou seja, construir a casa de maneira estratégica em relação à posição do sol, buscando, além disso, tirar partido da ventilação natural. “O gosto contemporâneo pelas grandes fachadas envidraçadas é um sério problema no que se refere ao calor. Fachadas em vidro funcionam como uma armadilha, capturando os raios solares no lado interno da edificação. Uma solução muito comum e equivocada é aplicar película espelhada em vidros simples. Isso não funciona, já que as películas esquentam junto com a superfície do vidro e o calor acaba sendo conduzido para o interior por irradiação. O ideal para quem faz questão de utilizar muito vidro é trabalhar com fachadas de vidro duplo, seja numa solução que permita ventilação entre esses vidros ou numa solução que crie uma camada de ar estanque entre eles. Caso isso não seja viável, o ideal é trabalhar o sombreamento das aberturas, posicionando o projeto e suas janelas de tal forma que recebam menos sol no Verão e mais sol no Inverno”, explica. Leia também: Vidro Refletivo ou Espelhado | Vidro Isolante Termo-Acústico

A escolha da iluminação também pode impactar. Um exemplo é o uso da lâmpada LED, que além de mais sustentável e econômica é também menos quente. “A lâmpada dicróica, um tipo de lâmpada halógena, irradia muito calor e pode esquentar o ambiente dependendo da quantidade utilizada. Já as lâmpadas LED não emitem facho de luz quente – mas é importante ressaltar que as LEDs não têm o mesmo efeito dramático de iluminação que uma lâmpada halógena proporciona. O grande trunfo das lâmpadas LED é a economia de energia, podendo consumir até 90% a menos que uma lâmpada incandescente ou halógena”, ressalta.

 

Os efeitos criados pela iluminação, assim como o tipo de lâmpada e a quantidade de calor que geram interferem diretamente na sensação térmica do ambiente.

 

Pode não parecer, mas tecidos e cores usadas nos ambientes também ajudam a dar sensação de frescor. No caso dos tecidos, há os de toque frio, geralmente mais leves, como os linhos e grande parte dos tecidos de fibras naturais. Peles, veludos, camurças e suedes devem ser evitados, pois têm um toque quente inadequado ao Verão. Em relação às tonalidades, cores frias como o azul e o cinza podem ser utilizadas para modificar a percepção da temperatura, mas é preciso ponderar diversos fatores. “A cor nunca é trabalhada sozinha e não existe uma fórmula exata quando se fala de sensações. Num projeto, tratamos de um conjunto de itens, como formas, cores e acabamentos, mas esses elementos precisam estar relacionados e adequados ao espaço que está sendo projetado. Por exemplo: se o ambiente recebe uma luz azulada do ambiente externo (como é o caso dos projetos à beira-mar) pode ser necessário neutralizar essa coloração utilizando cores ligeiramente mais quentes. Isso não vai esquentar o ambiente, mas vai corrigir a tonalidade da luz. Cores claras e escuras também proporcionam efeitos diferentes, sejam cores quentes ou frias. Aí começamos a entrar num universo bastante complexo que depende, muitas vezes, da ponderação entre a opinião do profissional de arquitetura e do cliente.”

 

Perceba que as almofadas e a composição criada pela mesinha lateral e os vasos criam uma composição harmoniosa com o restante, que possui cor escura e aspecto rústico.

 

Fontes do Texto e das Imagens

 

 

+ SAIBA MAIS | Conforto

 

 

decoração de casacasa e decoraçãodecoraçãodecoração de interioresconforto térmicoTAGS:
  RELACIONADOS
Lareiras oferecem requinte e aconchego para a decoração de Inverno
Aquecedores a Óleo Portáteis
Comparativo térmico: parede de tijolos cerâmicos X blocos de concreto
Conforto Térmico: Aquecedores a gás

0 COMENTÁRIOS
clique para visualizar
2010 - 2018 - CLIQUE ARQUITETURA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS