Seu Portal de Ideia e Soluções
      ARTIGOS
ARTIGOS / Plantas e Flores
VOLTAR

Conheça o Xanadu

Conheça a Xanadu: planta pouco explorada na decoração

Por: Dani Lima       25 de Maio de 2022 - ATUALIZADO EM: 15 de Junho de 2022   |   VISUALIZAÇÕES 114

Talvez você ainda não conheça o Xanadu: uma planta nativa brasileira, ainda pouco difundida, pertencente à família Araceae, com folhas bem verdes e cheias de recortes.
 
Com ares bem tropicais, é perfeita para encher de vida tanto espaços internos, quanto externos. O Xanadu é uma planta herbácea ou subarbustiva, da família dos filodendros. Inicialmente pensava-se que era uma cultivar, resultado de hibridizações com a espécie Philodendron bipinnatifidum, realizado por um viveiro australiano, porém mais tarde descobriu-se que a planta era resultado da coleta de sementes no sudeste do Brasil, onde a espécie foi recentemente descoberta e descrita.
 
Composição com o Xanadu. Imagem: Depositphotos
 
 

Sobre a planta

O caule do Xanadu é marcado pelas cicatrizes das folhas que caíram e com o tempo, emite algumas pequenas raízes aéreas.
Possui crescimento compacto e moderado a lento, pouco vigoroso, crescendo até 1 metro de altura e muito ornamental. As folhas dessa planta são bastante verdes brilhantes, profundamente lobadas e marcada pela enervação central em cada lodo na face superior.
 
Indicada para plantio em grupos visando a formação de maciços ou como bordadura em áreas semi-sombreadas do jardim, como sob a copa das árvores ou ao longo de muros. Também é uma excelente opção como folhagem para interiores, plantada em vasos e jardineiras.
 

Luminosidade e temperatura

Deve ser cultivada preferencialmente sob meia sombra ou luz filtrada.  Aprecia o calor e a umidade tropicais, mas é capaz de tolerar o frio das regiões subtropicais ou temperadas do sul do Brasil. Suas folhas queimam com geadas, porém a planta rebrota na primavera. Tolera a salinidade de regiões litorâneas, o frio moderado das regiões subtropicais ou temperadas do sul do Brasil.
 
Pode ser cultivada a meia sombra, em regiões mais frescas e é possível vê-lo até mesmo sob sol pleno.
Convém protegê-la no período frio, pois o rebrote pode retardar o crescimento da planta e alonga o seu caule.
É uma planta com características tropicais, podendo ser cultivada em todo o país, embora em regiões frias seja recomendado o cultivo em interiores bem iluminados.
 
A luminosidade deve ser intensa, mas não com sol, pois este tende a causar manchas de queimadura que podem ser confundidas com fungos.
No exterior, escolher o local de plantio com sombra à tarde propiciado por muros e edificações.
Em interiores com grandes janelas colocar junto a elas e se estiverem com orientação para o norte ou oeste, use cortinas diáfanas onde poderá passar a luz do sol, mas sem causar dano para as plantas.
 
Xanadu. Imagem: Depositphotos.
 

Rega

A quantidade de água dependerá da região e das temperaturas ao longo do ano.
Em verões de intenso calor as regas devem ser mais frequentes e no inverno menos.  As regas devem ser regulares, mantendo o solo úmido, mas não encharcado.
O básico conselho de experimentar a terra com os dedos é válido: se sentir umidade não regar. Isto serve para canteiros e vasos.
 
Em interiores com ar condicionado poderá haver a necessidade de regas mais frequentes. Observar se a água penetra imediatamente no substrato.
Se ficar uma poça, é sinal que o solo está muito compactado, cheio de raízes. Então será melhor trocar a planta para um recipiente maior.
 

Adubo

A planta se adapta melhor em solo fértil, humoso, enriquecido e irrigado frequentemente. Usar fertilizante rico em nitrogênio, duas vezes ao ano, uma no outono com adubo orgânico e outra na primavera com adubo mineral de liberação lenta, seguindo a orientação do fabricante.
 

Paisagismo

No paisagismo o xanadu vem se destacando nos últimos anos, por proporcionar uma textura interessante e aspecto tropical luxuriante. Ele vem sendo utilizado com sucesso como forração e bordadura em áreas semi-sombreadas do jardim, como sob a copa das árvores ou ao longo de muros. Também é uma excelente opção como folhagem para interiores, plantada em vasos e jardineiras.
 
Seu cultivo em vasos e a característica de apreciar ambientes sem sol direto a torna um excelente adendo à decoração de interiores. Em vasos pode não atingir seu tamanho costumeiro.
 
Em paisagismo é uma planta ainda pouco utilizada, mas com enorme potencial para projetos de áreas sombreadas.
Ideal para condomínios, empresas e áreas em shoppings sob pilotis e interiores com boa iluminação.
 
Este vídeo da Nô Figueiredo é ótimo: Xanadu
 

Cuidados com o Xanadu

Os insetos mais comuns para este tipo de planta são as cochonilhas, do tipo cabeça-de-prego e algodonosa.
É possível tratar com aspersão de óleo de nim dissolvido em água, conforme instruções do fabricante.
 
Quando em interiores é comum as folhas ficarem com pó acumulado, dando aspecto esbranquiçado.
Existem produtos no mercado especiais para limpar as folhas, você usa em spray e limpa com estopa ou pano macio. Um truque caseiro e que nada custa é usar café frio, daqueles passados em filtro de pano ou papel.
Use um pedaço de estopa e seque com pano ou papel toalha. Mesmo efeito.
 
 
Use o Xanadu para encher de vida ambientes com baixa incidência solar ou que tenham até 3 horas de sol por dia.
 
O xanadu é uma planta bem fácil de cuidar e se adapta muito bem dentro ou fora de casa. Preenche com elegância a decoração podendo ser mesclada com outras plantas, cultivada de forma isolada ou combinada em vários vasos. Versátil, resistente e muito ornamental, o xanadu encanta em vasos ou canteiros. E para quem deseja uma casa cheia de verde, é mais uma ideia de decoração intitulada como urban jungle que tem sido a febre nos ambientes mais modernos.
 
 

Fontes consultadas e imagens

 

 

+ SAIBA MAIS | Dicas e Curiosidades de Paisagismo
 
paisagismojardinagemdecoração de interioresdecorar casajardinagem e paisagismodicas de paisagismopaisagismo urbanoTAGS:
  RELACIONADOS
Flor Funcionária: jardim prático e colorido
Espada de São Jorge
Yucca a planta sobrevivente
Plantas indicadas à topiaria

0 COMENTÁRIOS
clique para visualizar
2010 - 2020 - CLIQUE ARQUITETURA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
< !-- BANNER BASILIO -- >