Seu Portal de Ideia e Soluções
      ARTIGOS
ARTIGOS / Plantas e Flores
VOLTAR

Hera: a planta grega que ganhou a decoração

A planta que preenche todos os espaços na decoração

Por: Dani Lima       23 de Maio de 2022 - ATUALIZADO EM: 15 de Junho de 2022   |   VISUALIZAÇÕES 144

Para quem quer uma planta de poucos cuidados e com belo efeito visual, a Hera é a escolha perfeita: ela pode ser usada como uma linda trepadeira ou em cascata.
 
Inserir plantas na decoração de espaços internos e externos traz conforto e bem estar. Cada vez mais arquitetos e designers exploram os conceitos da biofilia, integrando o ambiente construído ao natural.
 
Hedera helix no vaso, Imagem: pexels.
 

Propriedades Medicinais

A hera não é só uma planta bonita, ela também tem características que podem trazer muitos benefícios à saúde. Chamada de Hedera helix, é uma planta medicinal de folhas verdes e brilhantes que contém flavonoides, saponinas e ácidos graxos, que ajudam no tratamento da tosse de algumas doenças respiratórias. 
 
Hera. imagem: pixabay

Rega

No verão, é indicado regar até três vezes na semana, principalmente se estiver em um local com vento. No inverno, duas vezes por semana costuma ser suficiente. O ideal é enfiar o dedo na terra e checar a umidade. Esta planta gosta de substrato sempre úmido, mas sem encharcar para não comprometer as raízes.
 
Folhas e caules perto do centro do vaso e ao redor da terra podem ficar demasiado secos e murchar, derrubando as folhas dentro do vaso, as quais, antes de se decompor, impedirão o fluxo de água através do solo em direção às raízes, causando o excesso de aquecimento e o excessivo ressecamento do solo. Para cultivar heras, prefira vasos rasos ou cuias.
 
Substrato muito encharcado acaba apodrecendo as folhas e raízes, por isso, evite usar potes ou vasos muito altos. Quando bem cuidada, a hera cresce vigorosa e feliz, se estendendo por onde consegue espaço. 
 
Composição de hera com flores. Imagem: pixabay
 

Poda

A poda é muito necessária porque a hera cresce com muita facilidade, isso ajuda a mantê-la controlada. A retirada das folhas antigas, secas ou amareladas ajuda a manter a decoração em dia. Em geral, demora de um a dois anos para que ela se fixe completamente por toda a extensão do muro ou parede. Nesse meio tempo, a poda mensal ou bimestral serve para direcionar o desenvolvimento e garantir que a planta não invada o espaço do vizinho ou cresça para fora do espaço desejado.
 
Decoração com hera. Imagem: pexels.
 

Como recuperar uma hera seca?

Coloque a planta, junto com a terra, em um recipiente maior do que o seu tamanho e cheio de água morna, essencial para aumentar a absorção da água na terra. Deixe a planta hidratando por, aproximadamente, dez minutos. Retire a planta do recipiente e a coloque sobre um prato, para que o excesso de água seja drenado. 
Devolva-a ao seu local e volte a molhá-la regularmente, até que se recupere.
 
Jardim de hera. Imagem: pixabay
 

Tipos de Heras e como cuidar

 

Hera inglesa

A hera inglesa, ou Hedera helix, é a mais icônica entre as da espécie. Geralmente, a vemos crescer em muros e cercas, criando praticamente um paredão verde. Se não for podada, a hera inglesa é capaz de alcançar mais de 30 metros de altura, o que a torna uma planta poderosa e única.
Por esse mesmo motivo, muitas vezes vemos a Hedera helix sendo mencionada como uma espécie invasora, embora essa não seja uma designação muito justa. Isso porque, você pode encontrá-la em diferentes cores e formatos, inclusive para ser utilizada na decoração de interiores.
       

Hera argelina

A hera argelina, também conhecida como Hedera algeriensis, é outra espécie desta planta tida como “trepadeira”. Chamada ainda de hera das Ilhas Canárias, uma de suas principais características são as folhas, que apresentam pequenos lóbulos por toda a sua extensão.
Uma hera argelina ainda é altamente adaptável, podendo crescer em literalmente qualquer tipo de solo, seja ele arenoso, argiloso ou até mesmo ácido, além de ser extremamente resistente ao calor intenso e a chuva.
 

Hera irlandesa

Você pode encontrar uma hera irlandesa através do nome “hera do Atlântico”, além de seu nome botânico, Hedera hibernica, claro. Sua principal característica são as folhas brilhantes de tonalidade verde-escura e a casca de mesma cor que, conforme envelhece, torna-se desbotada.
 

Hera japonesa

Parthenocissus tricuspidata é o nome botânico desta planta com características únicas, vinda diretamente de países asiáticos, como o Japão, Coreia do Sul e China.
 
 

Curiosidade

O uso da hera vai muito além do paisagismo. Diz a lenda que na Grécia Antiga as noivas traziam buquês de heras como símbolo de fidelidade e boa sorte, pois a Deusa Hera da Mitologia Grega - que originou o nome da espécie - era conhecida como protetora das mulheres e do casamento. 
 
A hera tem a capacidade de preencher os espaços. Em um interior não é interessante que ela preencha todas as paredes, é preferível que você as direcione para as áreas mais altas para não atrapalhar se quiser colocar móveis nas partes inferiores. É muito importante conhecer as características da hera para que ela possa sobreviver em qualquer ambiente, por isso, tenha em mente os seguintes aspectos:
Como sugestão, elas podem ser colocadas próximas a cantos onde haja uma parede em que possam se expandir; dessa maneira, você dinamizará a decoração desse espaço em particular.
 
 
Charme da Hera nas fachadas. Imagem: Pixabay.
 
 
 

Fontes consultadas

 
 
+ SAIBA MAIS | Plantas e Flores

 

paisagismodecoração floralcasa e jardimdecorar casadicas de paisagismoTAGS:
  RELACIONADOS
Hibiscos: vida e cor para os jardins
Coléus: folhagens coloridas para o jardim
Vamos decorar com Ficus
Moreia: bela e fácil de cultivar

0 COMENTÁRIOS
clique para visualizar
2010 - 2020 - CLIQUE ARQUITETURA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
< !-- BANNER BASILIO -- >