Seu Portal de Ideia e Soluções
      ARTIGOS
ARTIGOS / Conforto
VOLTAR

Soluções refrescantes para a casa

Ventilador, ar-condicionado ou split? Conheça alguns detalhes importantes que interferem do décor.

Por: Mão Dupla Comunicação       26 de Janeiro de 2015   |   VISUALIZAÇÕES 3.536

Solução refrescante

O calor intenso tomou conta de todo o país nos últimos dias e a saída, sobretudo, para quem não tem praia, como os mineiros, é fazer de ventiladores e ares-condicionados elementos obrigatórios nos ambientes

 

Clima seco, baixa umidade, sensação térmica nas alturas, calor extremo. As altas temperaturas bateram recorde histórico em várias cidades neste verão. Para fugir da onda de calor, todo mundo recorre a praias e piscinas. Quando não dá, o jeito é apelar para o ventilador e para o ar-condicionado para se refrescar.

Tanto é assim que algumas lojas já anunciaram a necessidade de reforçar o estoque. Em Belo Horizonte, por exemplo, a venda desses aparelhos subiu 60%. E esse quadro se repete por todo o país. Para usufruir dos ventiladores e do ar-condicionado sem que eles ocupem muito espaço e interfiram na decoração do lar, vale ficar atento às dicas de profissionais de arquitetura e decoração.

De acordo com a arquiteta Marina Dubal, do escritório DAD Arquitetura, o ventilador de teto pode ocupar, em alguns casos, o lugar da luminária, para isso, são necessários alguns ajustes. “Deve-se considerar que o ventilador tem que estar locado no centro do ambiente. No caso de espaços sem rebaixamento, ocupará o lugar da luminária, devendo ser usado acoplado a um plafon próprio para esse uso”, alerta.

Se o ventilador for de piso, vale utilizar peças de design para causar um efeito visual melhor no décor. “Há cada vez mais modelos com design agregado, com pés em madeira ou estilo vintage industrial, que podem se encaixar bem na decoração e até dar aquele toque irreverente e de personalidade”, destaca Marina.

Para quem optou por um ar-condicionado, a arquiteta Estela Netto traz dicas e informações importantes. Muita gente não sabe, mas existem três opções de modelo no mercado: o tradicional, o portátil e o chamado split. Saber a diferença entre eles faz toda a diferença na escolha.

O ar-condicionado de janela é mais tradicional. Para colocá-lo, basta fazer um buraco na parede e ter uma tomada ligada à rede elétrica. Já o portátil, pode ser levado para qualquer cômodo, desde que se tenha uma janela para encaixar a mangueira que expulsa o ar quente do ambiente. O ar-condicionado split é mais silencioso do que os outros, além de consumir menos energia. Porém, a instalação custa caro e exige uma pequena obra”, explica Estela.

Para quem vive em apartamento não basta apenas escolher e comprar o aparelho. “O ar-condicionado tradicional ou split necessita de uma tubulação elétrica e de drenagem de água. Atualmente, os prédios já estão vindo com essa estrutura e com o espaço para abrigar os condensadores. Mas é importante, antes de comprar, certificar-se com o condomínio se isso foi realmente previsto no prédio”, salienta Estela

Além de estar atento aos modelos e a estrutura do prédio, quem opta pelo ar- condicionado deve ter cuidado com a estética também para não modificar a decoração do lar. “É preciso compatibilizar o aparelho com o restante da decoração de forma que ele não fique parecendo um corpo estranho em meio aquele espaço. O ar-condicionado deve ser compatível com a marcenaria, teto e o projeto luminotécnico, por isso é importante a contratação de um arquiteto”, encerra Estela.

 

 

+ SAIBA MAIS | Conforto

 

 

decoração de casacasa e decoraçãodecoraçãodecoração de interioresTAGS:
  RELACIONADOS
Comparativo térmico: parede de tijolos cerâmicos X blocos de concreto
Como planejar a casa para o Verão
Aquecedores a Óleo Portáteis
Combatendo as alergias em casa

0 COMENTÁRIOS
clique para visualizar
2010 - 2018 - CLIQUE ARQUITETURA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS